Quando pecarmos, não usemos Deus para nos justificar


- Texto para reflexão: Enviou, pois, o povo a Siló, e trouxeram de lá a arca do pacto do Senhor dos exércitos, que se assenta sobre os querubins; e os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, estavam ali com a arca do pacto de Deus. Quando a arca do pacto do Senhor chegou ao arraial, prorrompeu todo o Israel em grandes gritos, de modo que a terra vibrou. E os filisteus, ouvindo o som da gritaria, disseram: Que quer dizer esta grande vozearia no arraial dos hebreus? Quando souberam que a arca do Senhor havia chegado ao arraial, os filisteus se atemorizaram; e diziam: Os deuses vieram ao arraial. Diziam mais: Ai de nós! porque nunca antes sucedeu tal coisa. Ai de nós! quem nos livrará da mão destes deuses possantes? Estes são os deuses que feriram aos egípcios com toda sorte de pragas no deserto. Esforçai-vos, e portai-vos varonilmente, ó filisteus, para que porventura não venhais a ser escravos dos hebreus, como eles o foram vossos; portai-vos varonilmente e pelejai. Então pelejaram os filisteus, e Israel foi derrotado, fugindo cada um para a sua tenda; e houve mui grande matança, pois caíram de Israel trinta mil homens de infantaria. Também foi tomada a arca de Deus, e os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, foram mortos (I Samuel 4.4-11).

Vejam a atitude dos homens, o texto diz no versículo 4 os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias estavam ali com a arca do pacto de Deus. O texto continua no versículo 6 e diz que os filisteus ouvindo o som da gritaria, disseram: Que quer dizer esta grande vozearia no arraial dos hebreus? E diz que quando souberam que a arca do Senhor havia chegado ao arraial, se atemorizaram e diziam: Os deuses vieram ao arraial. Diziam mais: Ai de nós! Porque nunca antes sucedeu tal coisa. Ai de nós! Quem nos livrará da mão destes deuses possantes?
Estes são os deuses que feriram aos egípcios com toda sorte de pragas no deserto. É interessante que eles reconheceram que aquilo era algo muito forte, lembram-se da história do Egito. Mas, o texto diz no versículo 9 que eles esforçaram-se e portaram-se varonilmente e foram pelejar contra Israel.
Israel estava crente de que Deus iria destruir o povo filisteu. Só que a coisa não funciona assim. Israel sabia que havia pecado, sabia da pecaminosidade de Hofni e Finéias. Portanto, não adiantaria usar a arca para se proteger dos filisteus. O pecado era uma realidade fatal na vida do povo e não haveria vitória no coração.
O pecado gera conseqüências terríveis na nossa caminhada. E não adianta usarmos Deus, usarmos as coisas espirituais para justificarem o nosso erro. Israel pensava que a arca seria o remédio para aquela pequena perda de 4 mil homens. Não, o texto diz no versículo 10 que pelejaram os filisteus, e Israel foi derrotado, fugindo cada um para a sua tenda; e houve mui grande matança, pois caíram de Israel trinta mil homens de infantaria. E o pior, aquilo que significava muito para Israel, o símbolo da presença do Pai, foi tomado e os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, foram mortos.
Vejam que os anciãos se preocupam em trazer logo o símbolo da presença do Senhor para que eles sejam livres e vitoriosos diante dos filisteus. E quando tem uma perda de 4 mil homens isto tem que ser urgente. Só que não há resultados, porque o povo é derrotado diante dos filisteus.
A lição que aprendemos é séria, não podemos justificar os nossos pecados usando Deus, usando as coisas espirituais. Pastor sabe o que é: A minha carne é fraca e Deus mesmo entende. Pastor, eu não tive forças em Deus. A arca não estava lá na hora certa. Sabe: eu não estava lendo a Bíblia nesta hora. Sabe: a igreja não me ajudou.
Paremos com estas justificativas e assumamos o nosso pecado. No texto o povo caiu porque havia pecados horríveis que trariam prejuízos enormes para a vida do povo. Assumamos a posição no coração de reconhecimento de erro e não fiquemos usando Deus para nos justificar. Pecamos sabem por quê? Porque Deus a ninguém tenta, somos envolvidos e engodados pelas nossas próprias cobiças. Digamos: erramos e pecamos! Deus não tem nada a ver com isto.
É interessante vermos a atitude de Davi quando ele pecou: Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente, pequei, e fiz o que é mau diante dos teus olhos; de sorte que és justificado em falares, e inculpável em julgares. Eis que eu nasci em iniqüidade, e em pecado me concedeu minha mãe. Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável.
Assumamos que somos maus e que pecamos diante de Deus!

_____________

Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas